terça-feira, janeiro 15

dos planos.


Custa-me cada vez mais não poder fazer planos para a minha vida. Custa-me a incerteza, que não me permite pensar na minha vida a médio, e até curto, prazo. Não quero casar amanhã, não quero ter filhos amanhã... mas gostava que isso acontecesse, gostava de poder pensar nisso mais seriamente. A instabilidade profissional, a crise que assistimos faz com que isso aconteça, e embora me digam que a "altura certa" nunca vai chegar eu espero por esse momento. 
No entanto, enquanto esse momento não chega, podemos sempre sonhar. 

1 comentário:

*C*inderela disse...

Eu costumo dizer, principalmente neste tempo de crise, não há alturas certas, há momentos melhores ou piores que outros. Se estamos à espera do momento certo bem podemos esperar sentados! Há que arriscar com prudência!

Bjokas.